AVALIAÇÃO DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO DAS AVES BRASILEIRAS

Avaliar o estado de conservação de uma espécie consiste em utilizar as informações existentes para classificá-la quanto ao risco de extinção, indicando os fatores que a ameaçam.

Essa classificação favorece a priorização de ações para conservação das espécies que de fato necessitam de intervenção imediata, além de garantir proteção especial àquelas que estejam sob algum grau de ameaça.

O processo de avaliação nacional do estado de conservação das espécies é baseado nos critérios e categorias da União Internacional para a Conservação da Natureza – UICN, que são mundialmente utilizados e reconhecidos.

A avaliação é um processo contínuo, com revisão periódica das informações e da classificação de risco para cada espécie. Para aprimorá-lo, pretende-se formar uma rede permanente de especialistas que possam embasar as avaliações com informações cada vez melhores e mais atuais.

O CEMAVE é responsável pela avaliação do estado de conservação das aves brasileiras, totalizando, atualmente, 1919 espécies a serem avaliadas.

O primeiro ciclo de avaliação do estado de conservação das aves brasileiras foi concluído em 2014. A lista de espécies e subespécies ameaçadas foi publicada pelo Ministério do Meio Ambiente e pode ser acessada pelo endereço http://www.mma.gov.br/biodiversidade/especies-ameacadas-de-extincao/atualizacao-das-listas-de-especies-ameacadas

Maiores informações sobre o processo de avaliação e sobre as espécies ameaçadas podem ser obtidas em http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/fauna-brasileira/lista-de-especies.html 

Para conferir o estado de conservação de cada espécie de ave brasileira, baixe o arquivo aqui.