Destaques e Notícias

Mutum-pinima é reencontrado após 40 anos

Pesquisadores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) encontraram uma das aves mais raras e ameaçadas do Brasil: o lendário mutum-pinima (Crax fasciolata pinima). A espécie foi encontrada na região do mosaico do Gurupi, no Maranhão. "Essa ave é considerada um dos cracídeos mais ameaçados do mundo e não era registrado pela ciência há cerca de 40 anos (os últimos registros documentados datam do final da década de 1970)", comemora o analista ambiental do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (Cemave) do ICMBio, Diego Mendes.

Acompanhado pelos indígenas, a expedição científica passou dias na busca do mutum-pinima no mosaico do Gurupi. "Já estávamos sem expectativa, até que ouvimos o canto característico de alerta da ave. Era um macho que caminhava por trás do cipoal, porém, muito arisco, rapidamente voou para a copa de uma árvore, escondendo-se entre a folhagem. Mais ao longe uma fêmea foi avistada. A essa altura a equipe já não se continha de felicidade. E com toda razão, pois há 40 anos a ciência não documentava essa espécie na natureza", relata.

A expedição também encontrou outras espécies raras ou ameaçadas como o mutum-cavalo (Pauxi tuberosa), a jacupiranga (Penelope pileata), o jacamim-de-costas-escuras (Psophia obsura), a ararajuba (Guaruba guarouba) e o macaco-caiarara (Cebus kaapori). Além da busca em campo, foram instaladas armadilhas fotográficas na região e aplicados questionários junto às comunidades, para obter pistas e informações sobre a ocorrência do mutum-pinima.

Leia a matéria completa AQUI