foto: ICMBio

Conheça mais sobre o CEPNOR

foto: ICMBio

Conheça nossos Boletins Científicos

Leia Mais
  • Sexta-Feira

    Chuva

    32 °C

    25 °C

  • Sábado

    Chuva

    32 °C

    23 °C

Belém - PA

  • Quarta-Feira

    Pancadas de Chuva

    31 °C

    24 °C

  • Quinta-Feira

    Pancadas de Chuva

    30 °C

    24 °C


Artigo 02

CAMARÃO-CASCUDO MACROBRACHIUM AMAZONICUM (HELLER, 1862) (CRUSTACEA, DECAPODA, PALAEMONIDAE) NO MUNICÍPIO DE VIGIA-PARÁ-BRASIL
Boletim Técnico Científico - Volume 02 - Numero 2
Resumo
A espécie Macrobrachium amazonicum (Heller, 1862) é abundante na bacia Amazônica e largamente explorada pela pesca artesanal do Pará, sendo utilizada em cultivos extensivos nesta região e no Nordeste do Brasil. A finalidade deste trabalho é analisar aspectos da bioecologia da espécie, que auxiliarão para um adequado manejo. As amostragens aconteceram mensalmente no estuário do rio Pará, no município de Vigia, durante os anos de 1999 a 2001. Os dados obtidos foram analisados para o período chuvoso (janeiro a junho) e para o período menos chuvoso (julho a dezembro). As variações de temperatura foram de 26ºC a 30ºC. A salinidade oscilou entre 0‰ e 28‰, entretanto, o valor médio foi 5‰. A espécie esteve presente em todas as coletas, porém, foi mais abundante no período chuvoso. Capturou-se machos e fêmeas em todas as amostragens, no entanto, os machos foram mais abundantes, apresentando uma proporção de 2,5:1. As fêmeas ovígeras representaram 19% e foram mais representativas no período chuvoso. A espécie apresenta reprodução contínua, com picos mais intensos nos meses de fevereiro, maio e junho (período chuvoso) e setembro (período menos chuvoso). Os machos apresentaram comprimentos superiores aos das fêmeas. O menor indivíduo capturado mediu 1,7cm e o maior 14,4cm. A menor fêmea ovígera coletada mediu 3,3cm e a maior 11,6cm. O surgimento de coortes aconteceu nos meses de fevereiro, abril e maio (período chuvoso) e nos meses de julho, agosto e setembro (período menos chuvoso), caracterizando que houve desova e recrutamento. O abdome representa cerca de 56% do comprimento total. O comprimento do cefalotórax apresentou pouca diferença entre os sexos. As fêmeas possuem o abdome um pouco mais pesado do que os machos. Nos machos o cefalotórax é mais pesado do que nas fêmeas. Palavras-chave: Palaemonidae, M. amazonicum, bioecologia de camarão.
Abstract
The species Macrobrachuim amazonicum (Heller, 1862) is abundant in the Amazon river basin and broadly explored by artisanal fisheries in the State of Pará. It is also used in extensive culture in this region and in the Northeast of Brazil. The purpose of this paper is to analyze bioecolgical aspects of the species, offering subsidies for its appropriate management. Monthly samples were accomplished in estuary of the river Pará, in the municipal district of Vigia, during the years from 1999 to 2001. The obtained data were analyzed considering the rainy season (January to June) and the less rainy season (July to December). During the period of study the temperature oscillated between 26°C to 30°C and the salinity between 0‰ and 28‰, even so the medium value is 5‰. The species was present in all the samplings, even so it was more abundant in the rainy period. Males and females were caught in all the samplings, even so the males were more abundant in a proportion of 2,5:1. The ovigerous females were more represented 19% and were more representative in the rainy period. The species presents continuous reproduction with more intense periods in the months of February, May and June (rainy season) and September (less rainy season). The males presented lengths higher than the females. The smallest individual caught measured 1,7cm and the largest 14,4cm. The smallest ovigerous female collected measured 3,3cm and the largest 11,6cm. Cohorts were observed the months of February, April and May (rainy season) and July, August and September (less rainy season) characterizing the occurrence of spawn and recruitment. The abdomen representing about 56% of the total length. The length of the carapace presented little difference among the sexes. The females presented the abdomen a little heavier than the males. In the males the carapace is heavier than in the females. Key words: Palaemonidae, Macrobrachuim amazonicum, bioecology the prawn.
Arquivos Visualize em PDF
Palavras-Chave camarão-cascudo