Pesquisas e Monitoramentos

Pesquisas Científicas

Os primeiros registros de pesquisa em Abrolhos datam de Darwin, em 1850, que ficou deslumbrado com os chapeirões, estruturas recifais que ele nunca tinha visto em nenhum do mundo. Após Darwin, ainda no século XIX, cientistas renomados como Laborel e Hartti trabalharam por anos descrevendo os corais de Abrolhos para o mundo. Mais recentemente, estudos da professora Zelinda Leão subsidiaram a crição do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. Atualmente, o PARNAM dos Abrolhos possui mais de 100 pesquisas autorizadas, dos mais diversos temas e de diferentes instituições de pesquisa do Brasil e do Mundo, se consagrando em uma das áreas marinhas mais estudadas do Brasil. 

A pesquisa científica em Unidades de Conservação é regulamentada pela Instrução Normativa ICMBio 03/2014. Toda pesquisa científica realizada em UCs deve ser autorizada pelo Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade – SISBIO (http://www.icmbio.gov.br/sisbio/), mesmo as que não envolvem coletas.  O ICMBio responde a dúvidas sobre o preenchimento dos formulários do SISBIO ou problemas com o sistema através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Permaneça sempre atento aos prazos, período de renovação, membros da equipe e a validade da licença. A autorização tem validade de um ano e pode ser renovada, mediante apresentação de relatório, de acordo com o previsto no cronograma de atividades do projeto. Mantenha as informações relacionadas ao projeto atualizadas no SISBIO, incluindo pesquisadores e colaboradores. Colete apenas a quantidade de material especificado no projeto de pesquisa e na autorização SISBIO. Em caso de coletas não programadas avise a equipe do ICMBio do local e preencha este campo específico na licença.

Antes de iniciar as coletas, comunique ao PARNAM Abrolhos, via e-mail, sobre sua expedição de campo com antecedência (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.) e apresente o seu planejamento de coleta. Se possível, compareça à sede administrativa antes do embarque e aproveite para conhecer o nosso Centro de Visitantes, localizada na cidade de Caravelas – BA.

Programas de Monitoramento

Os monitoramentos da biodiversidade são uma poderosa ferramenta para a gestão da área protegida em que é possível avaliar a efetividade das Unidades de Conservação (UC) para a conservação da biodiversidade em especial de espécies alvo de conservação. O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos está desenvolvendo programas de monitoramento da biodiversidade, visitação e manejo de espécies exóticas. Estes programas visam monitorar e acompanhar as tendências populacionais de espécies alvo de conservação do Parque, tais como, tartarugas marinhas, recifes de coral, baleias jubarte, aves marinhas, entre outras. Os programas estão sendo desenvolvidos a partir de parceria com os Centros de Pesquisas especializados do ICMBio, em que busca-se aplicar protocolos nacionais para a coleta de dados. Além de gerar uma base de dados sólida e com rigor científico, os monitoramentos trazem outros ganhos para a UC, como a capacitação da equipe, engajamento e valorização dos voluntários, divulgação da UC em congressos e mídias sociais, além de servir de subsídio para outras pesquisas científicas.

Veja um pouco mais dos programas de monitoramento e manejo que estão sendo executados pelo Parque Nacional Marinho dos Abrolhos:

 

DSCN3413

O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos foi criado com o objetivo de proteger o maior complexo recifal do Atlântico Sul, onde encontramos a maior biodiversidade marinha do Brasil, estruturas recifais com morfologia única no mundo, os chapeirões, e a maior diversidade de espécies de corais do Brasil, além de ser um importante berçário para peixes recifais. O monitoramento desses ambientes em Abrolhos tem como objetivo geral monitorar a qualidade e saúde do ambiente recifal, através do monitoramento de espécies indicadoras e protocolos específicos, buscando compreender os padrões normais de saúde do ambiente e avaliar a interferência de fatores como mudanças climáticas, proteção contra pesca ilegal e efeitos da visitação na saúde do ambiente e comunidade. Também foram desenvolvidos protocolos específicos para avaliar e diagnosticar eventos de branqueamento de corais e florações de cianobactérias. Este programa foi elaborado visando a utilização de tais informações para a identificação e mitigação dos impactos sobre os ambientes recifais e também para o aperfeiçoamento da gestão da Unidade de Conservação.

  

ReefCheck Abrolhos chapPierre 15abr2019 fotos FabioNegrao 135

 ReefCheck Abrolhos chapPierre 15abr2019 fotos FabioNegrao 1

 

 

 

 

 

 


O PANAMAR Abrolhos é uma das áreas mais importantes para reprodução de aves marinhas do Brasil, sete espécies se reproduzem no Arquipélago dos Abrolhos, sendo as de grazinas ameaçadas de extinção segundo a lista vermelha brasileira para espécies ameaçadas, dentre outras. O Programa de monitoramento das Aves Marinhas do PNMA foi desenvolvido pelo Parque em parceria com Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (CEMAVE) no âmbito do Projeto Áreas Marinhas e Costeiras Protegidas (GEF-Mar), e com Autorização SISBIO N° 60.361. O Programa tem como objetivo monitorar as tendências populacionais das espécies de aves marinhas que nidificam em Abrolhos, através da contagem de ninhos ativos de aves e avaliação do sucesso reprodutivo, com foco na espécie ameaçada grazina-rabo-de-palha. Monitoramentos de longo prazo para aves marinhas também é uma das ações prioritárias para o Plano de Ação Nacional das aves marinhas;

         aves 4    aves 3

Acesse aqui:

Acesse aqui o Programa de Monitoramento das Aves Marinhas do PNMA

Relatório anual do Monitoramento das Aves Marinhas - 2018

Infográfico "Monitoramento reprodutivo da Grazina-do-bico-vermelho: resultados e perspectivas", CBO_2019

 IMG-20190219-WA0010

O Programa de monitoramento dos resíduos sólidos teve início  com uma iniciativa  do "Projeto Abra os olhos para a ciência", em  que alunos do Ensino Médio da rede  pública de Caravelas são  incentivados a realizar um projeto de iniciação científica  Junior. A   aluna Mirian dos Santos escolheu estudar a dinâmica do lixo  marinho no  Arquipélago dos Abrolhos. Neste programa são  previstas três coletas anuais de  resíduos sólidos nas ilhas do  Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, onde os  resíduos são  triados, classificados por categorias e pesados. Este programa  tem  como objetivo compreender a dinâmica da chegada de lixo   no Arquipélago para  subsidiar ações de mitigação deste  problema.

 

 

abrolhoslixozero

 

Acesse aqui:

Programa de Monitoramento dos Resíduos Sólidos do PNMA

Relatório do Monitoramento dos Resíduos Sólidos do PNMA - 2018

O Programa de monitoramento das Tartarugas Marinhas do PNMA está em andamento desde 2015 e foi desenvolvido pelo Parque em parceria com Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de tartarugas (Centro Tamar) no âmbito do Projeto Áreas Marinhas e Costeiras Protegidas (GEF-Mar), e com Autorização SISBIO N°47.954. O programa consiste em: (i) monitoramento reprodutivo em que é realizado um acompanhamento das desovas e do sucesso reprodutivo de tartarugas marinhas nas diferentes praias do Arquipélago (ii) área de alimentação das tartarugas marinhas onde são realizadas atividades de captura e recaptura e censo visuais para compreender o uso de habitats e o comportamentos das tartarugas na área do Parque Marinho.

 63 monitoramento tartarugas enricomarcovaldi64 monitoramento tartarugas enricomarcovaldi

 

 

 

 

 

 

 

 Acesse aqui:

Programa de Monitoramento das Tartarugas Marinhas do PNMA

Relatório anual do Monitoramento das Tartarugas Marinhas - Temporada 2017/18

Relatório anual do Monitoramento das Tartarugas Marinhas - Temporada 2015/16

 

A visitação em Abrolhos é realizada através de empresas de turismo autorizadas pela Unidade a operar no Parque. O visitante, além de contemplar a beleza cênica do Arquipélago, tem a oportunidade de fazer uma trilha guiada na ilha Siriba observando ninhais de aves marinhas, mergulho livre e autônomo. A operação é dividida em operações de pernoite, onde o visitante dorme embarcado e visitações diárias, conhecidas como bate-e-volta. O Programa tem como objetivo compreender a dinâmica da visitação no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos e subsidiar medidas de manejo para minimizar o impacto da visitação. O Programa de monitoramento da visitação é composto de 4 principais atividades: (i) Registros do número de visitantes do PANAMAR Abrolhos, onde são registrados o número dos visitantes no Parque; (ii) Registro do uso dos pontos de mergulho, onde os condutores de turismo credenciados pelo Parque preenchem uma ficha do uso dos pontos de mergulho; (iii) Perfil e satisfação do visitante, em que após a visita cada visitante do Parque recebe um formulário on-line para preenchimento onde ele preenche com as suas informações básicas e faz uma avaliação da qualidade da visita e da informação recebida.

256 usopúblico costaleste Berna

acervo parnam abrolhos1

Acesse aqui:

Programa de Monitoramento da Visitação do PNMA

 Relatório anual do monitoramento da visitação do PNMA - 2018

Relatório anual do monitoramento do mergulho autônomo do PNMA - 2017

Infográfico: Balanço da visitação - 2018