Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Sphingideos (Mariposas)

Manduca sexta
Espécie: Manduca sexta (Linnaeus,1763) polinizando Tocoyena formosa (Cham. & Schltdl.) 
 Foto: Felipe Amorim
DOCUMENTOS E ARQUIVOS
Nome
Baixar
Lista das espécies avaliadas alt
Ficha base de avaliação alt
VALIDADO

N° DE ESPÉCIES: 185

Os esfingídeos (Sphingidae: Lepidoptera) são, em sua maioria, mariposas de hábito noturno, caracterizadas por asas e abdômen afilados que propiciam notável capacidade de voo. Os adultos alimentam-se de néctar e são importantes polinizadores de plantas esfingófilas, as quais apresentam longos tubos florais.

Existem aproximadamente 1463 espécies de Sphingidae descritas no mundo, distribuídas em todos os continentes e ilhas, com exceção da Antártida. Há pelo menos 302 espécies com ocorrência registrada na América do Sul, ocorrendo aproximadamente 60% destas espécies no Brasil.

Foram avaliadas 183 espécies de esfingídeos com registros de ocorrência atribuídos ao Brasil, além de duas espécies de mariposas das famílias Pyralidae e Saturniidae que constavam na lista anterior de espécies ameaçadas. A oficina de avaliação do estado de conservação de Sphingidae (Lepidoptera) foi realizada no período de 11 a 15 de agosto de 2014, no ICMBio, sede em Brasília – DF.

O processo de Avaliação da Fauna Brasileira foi coordenado pela Coordenação de Avaliação do Estado de Conservação da Biodiversidade (COABIO), vinculada à Coordenação Geral de Manejo para Conservação (CGESP), da Diretoria de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade (DIBIO).

 N° DE OFICINAS:

1 Oficina realizada

COORDENADOR DE TAXON:

Dr. Amabílio José Aires de Camargo (Embrapa Cerrados)

PONTO FOCAL:

Danilo do Carmo Vieira Correa (CECAT/ICMBIO)

EMAIL:  danilo.correa@icmbio.gov.br

Fim do conteúdo da página