Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Crax globulosa Spix, 1825 - Mutum-de-fava
Início do conteúdo da página

Aves - Crax globulosa Spix, 1825 - Mutum-de-fava

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Galliformes
Cracidae
Crax globulosa Spix, 1825
Mutum-de-fava
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
EN
A3cd+4cd
Justificativa
Crax globulosa ocorre exclusivamente em floresta primária de várzea. Existem registros pontuais nos rios Solimões, Madeira, Juruá, Purus e Javari. É alvo preferencial de caça em toda sua área de distribuição. Existe apenas um registro recente no rio Madeira, apesar de um intenso esforço de busca. Projeções baseadas em modelagem estimam uma perda de habitat de 30% em sua extensão de ocorrência para os próximos 36 anos (três gerações). Considerando que sua área de ocupação é restrita às várzeas, somado aos efeitos da caça intensa e da exploração madeireira, suspeita-se uma redução populacional de pelo menos 50% para esse período. A população no Brasil é estimada entre 250 e 1.000 indivíduos. A espécie foi classificada como Em Perigo (EN) A3cd+4cd.
Especialistas
Alexander Charles Lees, Alexandre Luis Padovan Aleixo, Andrew Whittaker, Áureo Banho dos Santos, Carlos Martinez Ruiz, Christian Borges Andretti, Dalci Maurício Miranda de Oliveira, Edson Varga Lopes, Luciano Nicolas Naka, Luiz Augusto Macedo Mestre, Marcos Pérsio Dantas Santos, Mário Cohn-Haft, Sérgio Henrique Borges, Sidnei de Melo Dantas, Thiago Orsi Laranjeiras, Túlio Dornas de Oliveira
Referências
1) Aranibar-Rojas, H. 2006. Crax globulosa. Pp. 37-39. In: Conserving Cracids: the most Threatened Family of Birds in the Americas (D.M. Brooks, Ed.). Misc. Publ. Houston Mus. Nat. Sci., No. 6, Houston, TX.
2) Begazo, A.J. 1997. News on the piruí (Crax globulosa) in the Peru. Bol. CSG 5: 7-10.
Bennett, S. E. 2000. The status of the Piuri (Crax globulosa) in Colombia-a brief overiew. Bulletin of the Cracids Specialists’ Group 10: 18-21.
3) Bird, J.P.; Buchanan, G.M.; Lees, A.C.; Clay, R.P.; Develey, P.F.; Yépez, I.& Butchat, S.H.M. 2012. Integrating spatially explicit habitat projections into extinct risk assessments: a reassessment of Amazonian avifauna incorporating projected deforestation. Diversity and Distributions.19: 273-281.
4) BirdLife International. 2012. Species factsheet: Crax globulosa. (Acesso em 10/12/201430/9/201419/4/201317/4/201315/4/2013).
5) Defler, S. 1991. Recomendaciones para una estrategia de conservación de Crax globulosa en Colombia. Mem. Taller Amaz. Colombiana: Ecología y Conservación. P.N.N. Amacayacu.
6) del Hoyo, J. 1994. Family Cracidae. p. 310-363. In: Hoyo, J.; Elliott, A. and Sargatal, J. (Orgs.): Handbook of the Birds of the World, 2. Lynx Edicions, Barcelona.
7) Endo, W. 2010. [WA350639, Crax globulosa Spix, 1825]. Wiki Aves - A Enciclopédia das Aves do Brasil. Disponível em: Acesso em: 21 Mai 2012
Hennessey, A.B. 1999. Status of the Wattled Curassow (Crax globulosa) in the lower Beni River area of Bolivia. Bol. CSG 8: 10-18.
8) Hennessey, A.B. 2002. Red Data Bird: Wattled Curassow. World Birdwatch. 24: 30-31.
Hennessey, A.B. 2004. Conservation presentations to Tacana communities within the last Bolivian site of the Wattled Curassow (Crax globulosa). Bol. CSG 19: 9-13.
9) Melo, A. 2011. [WA631756, Crax globulosa Spix, 1825]. Wiki Aves - A Enciclopédia das Aves do Brasil. Disponível em: Acesso em: 21 Mai 2012.
10) Santos, P.M. 1998. The wattled currassow (Crax globulosa) at Mamirauá (Amazons, Brazil).
11) Timm, C. D. 2010. [WA265825, Crax globulosa Spix, 1825]. Wiki Aves - A Enciclopédia das Aves do Brasil. Disponível em: Acesso em: 21 Mai 2012.
12) Yahuarcani, A., Morote, K., Calle, A & Chujandama, M. 2009. Conservation status of Crax globulosa in the National Reserve Pacaya Samiria, Loreto, Perú. Rev. peru. biol. 15(2): 041- 049.
Fim do conteúdo da página