Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Limnodromus griseus (Gmelin, 1789) - Maçarico-de-costas-brancas
Início do conteúdo da página

Aves - Limnodromus griseus (Gmelin, 1789) - Maçarico-de-costas-brancas

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Charadriiformes
Scolopacidae
Limnodromus griseus (Gmelin, 1789)
Maçarico-de-costas-brancas
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
CR
A4bc
Justificativa
Limnodromus griseus, espécie migratória que passa o período não-reprodutivo no Brasil, sofreu declínio de 86% em sua população no centro-norte do litoral brasileiro em um período de 25 anos. Considerando que essa população representa mais de 90% do total de indivíduos de L. griseus que migra para este país, esse declínio pode ser inferido para a população total que ocorre no Brasil. Suspeita-se que o declínio continuará no futuro próximo (ao menos nos próximos três anos, completando a janela temporal de três gerações), devido à degradação do habitat causada pelo uso antrópico das praias. Não há informações de que ameaças ou ações de manejo fora do Brasil estejam afetando a população que frequenta o território brasileiro. Assim sendo, a espécie se categoriza como Criticamente em Perigo – CR pelo critério A4bc.
Especialistas
Antônio Augusto Ferreira Rodrigues, Diego Luna Quevedo, Fábio Schunck, Gislaine Maria Silveira Disconzi, João Luiz Xavier do Nascimento, Juliana Bosi de Almeida, Pedro Cerqueira Lima, Roberta Costa Rodrigues, Tatiana Pongiluppi Souza, Tiago Augusto Lima Cardoso, Wallace Rodrigues Telino-Júnior
Referências
1) Araújo, H.F.P.; Rodrigues, R.C.; Nishida, A.K. 2006. Composição da avifauna em complexos estuários no estado da Paraíba, Brasil. Revista Brasileira de Ornitologia, 14(3): 249-259.
2) Azevedo-Júnior, S.M. 1992. Anilhamento de aves migratórias na Coroa do Avião, Igarassu, Pernambuco, Brasil. Caderno Ômega, Série Ciências Aquáticas, 3: 31-47.
3) Azevedo-Júnior, S.M. & Larrazábal, M.E. 2011. Pontal do Peba, p.159-162. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
4) Girão, W. & Albano, C. 2011. Ilha Grande, p.129-132. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
5) Grantsau, R.K.H. 2010. Guia completo para a identificação das aves do Brasil. Parte I. Vento Verde. 624p.
6) ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). 2012. Memória da Oficina de Avaliação do Estado de Conservação das Aves Limícolas Brasileiras. Relatório Técnico. 3p.
7) Irusta, J.B. & Sagot-Martin, F. 2011. Complexo Litorâneo da Bacia Potiguar, p.141-145. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
8) IUCN (International Union for Conservation of Nature and Natural Resources).2012. IUCN Red List of Threatened Species. Versão 2012.1. www.iucnredlist.org (Acesso em 24/9/2012).
9) Lima, P.C. & Lima, R.C.F.R. 2011. APA do Litoral Norte da Bahia (Mangue Seco). In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
10) Melo, A.V.; Cintra, R.; Santos, P.M.R.S. & Tibúrcio, J.E.P. 2011. Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, p.37-41. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
11) Morrison, R.I.G. & Ross, R.K. 1989. Atlas of neartic shorebirds on the coast of South America, Vol. 2. Canadian Wildlife Service Special Publication. 295p.
12) Rodrigues, A.A.F. 2000. Seazonal abundance of neartic shorebirds in the Gulf of Maranhão, Brazil. Journal of Field Ornithology,71(4): 665-675.
13) Rodrigues, A.A.F. & Carvalho, D.L. 2011a. Reentrâncias Maranhenses e Golfão Maranhense, p.122-124. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
14) Rodrigues, A.A.F. & Carvalho, D.L. 2011b. Reentrâncias Paraenses, p.85-87. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
15) Schulz-Neto, A. 2004. Aves marinhas do Atol das Rocas, p.169-192. In: Branco, J.O. (org.) Aves marinhas e insulares brasileiras: bioecologia e conservação. Editora da Univali. 266p.
16) Serrano, I.L. 2011. Ilha do Parazinho, p.24-27. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
17) Sousa, M.C. 2011. Estuário do Rio Vaza Barris, p.175-177. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
18) Valente, R.M. 2011. Arquipélago do Marajó, p.78-81. In: Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org). Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
19) Valente, R.; Silva, J.M.C.; Straube, F.C. & Nascimento, J.L.X. (org) 2011. Conservação de aves migratórias neárticas no Brasil. Conservation International. 406p.
20) van Gils, J. & Wiersma, P. 1996. Limnodromus griseus, p.498. In: del Hoyo, J.; Elliott, A. & Sargatal, J. Handbook of the Birds of the World. Vol 3: Hoatzin to Auks. Lynx Edicions. 821p.
Fim do conteúdo da página