Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Pyrrhura leucotis (Kuhl, 1820) - Tiriba-de-orelha-branca
Início do conteúdo da página

Aves - Pyrrhura leucotis (Kuhl, 1820) - Tiriba-de-orelha-branca

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Psittaciformes
Psittacidae
Pyrrhura leucotis (Kuhl, 1820)
Tiriba-de-orelha-branca
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
VU
C2a(i)
IN MMA 003/2003
Justificativa
Pyrrhura leucotis ocorre na Venezuela e no leste do Brasil. Estima-se que haja menos de 10.000 indivíduos maduros, sendo que há menos de 1.000 deles em cada subpopulação. Há declínio populacional continuado devido à perda de habitat. Dessa forma, P. leucotis foi avaliada como Vulnerável (VU) C2a(i).
Especialistas
Ciro Ginez Albano, Fernando Costa Straube, Glayson Ariel Bencke, Luciano Moreira Lima, Luís Fábio Silveira, Márcio Amorim Efe, Rafael Alves dos Santos e Santos, Rafael Antunes Dias, Santos D’Angelo Neto, Vítor de Queiroz Piacentini
Referências
1) Bianchi, C.A.; Barros, Y. & Venturin, A.C. 2008. Pyrrhura leucotis (Kuhl, 1820), p.481-482. In: Machado, A.B.M.; Drummond, G.M.; Paglia, A.P. (orgs.). Livro Vermelho da Fauna Ameaçada de Extinção no Brasil. Ministério do Meio Ambiente e Fundação Biodiversitas. v.2, 460p.
2) Collar, N.J. 1997. Family Psittacidae, p.280-479. In: del Hoyo, J.; Elliott, A. & Sargatal, J. Handbook of the birds of the world, Vol 4: Sandgrouse to Cuckoos. Lynx Edicions. 679p.
3) Cordeiro, P.H.C. 2003. A Fragmentação da Mata Atlântica no Sul da Bahia e suas implicações na conservação dos psitacídeos In: Prado P.I., Landau E.C., Moura R.T., Pinto L.P.S., Fonseca G.A.B., Alger K.N. (orgs.) Corredor de Biodiversidade da Mata Atlântica do Sul da Bahia. Publicação em CD-ROM, Ilhéus, IESB/CI/CABS/UFMG/UNICAMP.
4) Develey, P.F. 2010. Plano de Manejo do Parque Nacional do Descobrimento - Relatório Técnico do Diagnostico Temático do Grupo Avifauna. Biodiversitas. 37p.
5) Espírito Santo. 2005. Decreto Estadual nº 1.499-R de 13 de junho de 2005. Declara as espécies da fauna e flora silvestres ameaçadas de extinção no estado do Espírito Santo e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Espírito Santo de 16 de junho de 2005: 3-15.
6) Grantsau, R.K.H. 2010. Guia completo para a identificação das aves do Brasil. Parte I. Vento Verde. 624p.
7) Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 2007. Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental da Região Serrana de Petrópolis. 489p.
8) IBDF (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal). 1981. Plano de Manejo do Parque Nacional da Tijuca. Anexo XVII. Brasília. 10p.
9) IUCN (International Union for Conservation of Nature and Natural Resources). 2012. IUCN Red List of Threatened Species. Versão 2012.1. www.iucnredlist.org (Acesso em 22/2/2013).
10) Luiz, E.R.; Almeida, J.S. & Borges, O.B. 2011. Lista das Aves das Unidades de Conservação de Boa Nova - Bahia: Parque Nacional da Boa Nova e Refugio de Vida Silvestre da Boa Nova.
11) Marsden, S.J.; Whin, M.; Sadgrove, L. & Guimarães, P., Jr. 2000. Parrot populations and habitat use in and around two lowland Atlantic forest reserves, Brazil. Biological Conservation, 96: 209-217.
Fim do conteúdo da página