Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Aves - Sporophila nigrorufa (d Orbigny & Lafresnaye, 1837) - Caboclinho-do-sertão
Início do conteúdo da página

Aves - Sporophila nigrorufa (d Orbigny & Lafresnaye, 1837) - Caboclinho-do-sertão

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Aves
Aves
Passeriformes
Thraupidae
Sporophila nigrorufa (d Orbigny & Lafresnaye, 1837)
Caboclinho-do-sertão
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
VU
C2a(ii)
IN MMA 003/2003
Justificativa
Sporophila nigrorufa ocorre no oeste do Brasil e leste da Bolívia. Atualmente, no Brasil, a espécie ocorre apenas em Vila Bela de Santíssima Trindade, no Mato Grosso. Essa população é residente e, embora não haja censos populacionais formais, é certo dizer que não há mais de 10.000 indivíduos maduros no Brasil e que todos pertencem a uma única subpopulação. Há declínio continuado devido à perda de campos limpos habitat do qual a espécie é dependente. Assim sendo, S. nigrorufa foi categorizada como Vulnerável (VU) pelo critério C2a(ii).
Especialistas
Alessandro Pacheco Nunes, Alexander Charles Lees, Anamaria Achtschin Ferreira, Gustavo Bernardino Malacco, Iubatã Paula de Faria, Marcos Maldonado-Coelho, Miguel Ângelo Marini, Rochely Morandini, Rudi Ricardo Laps, Thiago Filadelfo Miranda, Túlio Dornas de Oliveira
Referências
1) Conservation International. 2009. Plano de Manejo da Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Rio Negro. 145p.
2) Grantsau, R.K.H. 2010. Guia completo para a identificação das aves do Brasil. Parte II. Vento Verde. 656p.
3) Jaramillo, A. 2011. Sporophila nigrorufa, p.657. In: del Hoyo, J.; Elliott, A. & Christie, D. Handbook of the birds of the world, Vol 16: Tanagers to New World Blackbirds. Lynx Edicions. 893p.
4) Lima, E.M.C. 2008. Sporophila nigrorufa (d’Orbigny & Lafresnaye, 1837), p.548-549. In: Machado, A.B.M.; Drummond, G.M.; Paglia, A.P. (orgs.). Livro Vermelho da Fauna Ameaçada de Extinção no Brasil. Ministério do Meio Ambiente e Fundação Biodiversitas. v.2, 460p.
Fim do conteúdo da página