Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Invertebrados Aquáticos - Olivancillaria contortuplicata (Reeve, 1850)
Início do conteúdo da página

Invertebrados Aquáticos - Olivancillaria contortuplicata (Reeve, 1850)

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Invertebrados Aquáticos
Gastropoda
Neogastropoda
Olividae
Olivancillaria contortuplicata (Reeve, 1850)
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
CR
B1b(iii)c(iv)
Justificativa
Olivancillaria contortuplicata possui distribuição geográfica restrita no Brasil, ocorrendo somente em praias arenosas no Rio Grande do Sul. O litoral do Rio Grande do Sul pode ser considerado um ambiente único e contínuo com aproximadamente 600km de linha de costa. Considerando que a espécie habita a região entremarés, calculada como sendo uma faixa de 50m, sua extensão de ocorrência (EOO) é de aproximadamente 30km². A tendência populacional é decrescente. A região costeira do Rio Grande do Sul tem sido intensamente descaracterizada em função da atividade agrícola e imobiliária, e sabe-se que a população sofreu um decréscimo considerável em função do impacto de pesticidas proveniente do cultivo de arroz não se recuperando desde então; a espécie não tem mais sido encontrada no RS. Portanto, Olivancillaria contortuplicata foi categorizada como Criticamente em Perigo (CR), pelos critérios B1b(iii)c(iv).
Especialistas
Aimê Rachel M. Magalhães – UFSC, Bruno B. Batista – UFC, Carlo Magenta Cunha – MZUSP, Carlos Alberto Borzone – UFPR, Cristiane Xerez Barroso – UFC, Cristina de Almeida Rocha-Barreira - UFC/Labomar, Eliane Pintor de Arruda – UFSCAR, Fabio Wiggers, Flávio Dias Passos – Unicamp, Helena Matthews Cascon – UFC, Inês Xavier Martins – UFERSA, Luiz Ricardo L. Simone – MZUSP, Paula Spotorno de Oliveira – FURG, Paulo Ricardo Pezzuto – UNIVALI, Ricardo Silva Absalão – UFRJ, Sônia Barbosa dos Santos – UERJ, Tatiana Silva Leite – UFRN.
Referências
Rios, E. C. 1994. Seashells of Brazil, Rio Grande: Editora da Fundação Universidade do Rio Grande, 492p.
Rios, E. C. 2009. Compendium of Brazilian sea shells. Rio Grande, RS: Evangraf. 676 p.
Scarabino, F. 2004. Conservación de la malacofauna uruguaya. Comunicaciones de la Sociedad Malacológica del Uruguay, 8 (82–83): 267–273.
Fim do conteúdo da página