Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Fauna Brasileira > Lista de Espécies Ameaçadas > Invertebrados Aquáticos - Pomacea sordida (Swainson, 1823) - Caramujo-de-água-doce
Início do conteúdo da página

Invertebrados Aquáticos - Pomacea sordida (Swainson, 1823) - Caramujo-de-água-doce

Classificação Taxonômica
Grupo
Classe:
Ordem:
Família:
Espécie:
Nome Vulgar:
Invertebrados Aquáticos
Gastropoda
Caenogastropoda
Ampullariidae
Pomacea sordida (Swainson, 1823)
Caramujo-de-água-doce
Categoria de Ameaça
Categoria Validada:
Critério Validado:
Presença Lista Anterior:
EN
B2 ab(ii,iii,iv)
Justificativa
Pomacea sordida é endêmica do estado do Rio de Janeiro, com registros para os municípios de Caxias, Nova Iguaçu, Rio das Flores, Rio das Ostras, São Gonçalo, Saquarema, Valença, Casemiro de Abreu, Araruama, Cabo Frio, Piraí, Resende e Raiz da Serra de Petrópolis. Os últimos registros foram do começo da década de 2000 e esforços de coleta mais recentes na Região dos Lagos/RJ não foram capazes de registrar a espécie. O habitat de ocorrência da espécie vem sofrendo descaracterização devido à drenagem dos corpos d’água, urbanização e especulação imobiliária, levando ao desaparecimento das subpopulações. Essa ameaça caracteriza um declínio continuado da qualidade do habitat, número de subpopulações e da área de ocupação, calculada em 96km², com população severamente fragmentada. Portanto, P. sordida foi categorizada como Em perigo – EN pelo critério B2ab(ii,iii,iv).
Especialistas
Eduardo Colley – MZUSP, Igor Christo Myahira - UERJ e UNIRIO, Ingrid Heydrich - FZB/RS, Isabela Cristina Brito Gonçalves – UERJ, Lenita Tallarico – UNICAMP, Luiz Eduardo Macedo Lacerda – UERJ, Maria Júlia Martins Silva – UnB, Meire Silva Pena - PUC/MG, Monica Ammon Fernandez – FIOCRUZ, Norma Campos Salgado - MN/UFRJ, Silvana Carvalho Thiengo - Fiocruz/RJ, Sonia Barbosa dos Santos – UERJ, Suzete Rodrigues Gomes – MZUSP.
Referências
Cowie, R.H., Thiengo, S.C.2003. The apple snails of the Americas (Mollusca: Gastropoda: Ampullariidae: Asolene, Felipponea, Marisa, Pomacea, Pomella): a nomenclatural and type catalog. Malacologia 45, 41–100.
Hayes, K.A. 2009. Evoltution, Molecular systematics and invasion Biology of Ampullariidae. Dissertation Doctor of Phylosophy in Zoology (Ecology, evolution and Conservation Biology), University of Hawaii, Estados Unidos, 196pp.
Simone, L.R. L., 2006. Land and Freshwater Molluscs of Brasil. EGB, Fapesp, São Paulo, 390p.
Thiengo, S.C., 1989. On Pomacea sordida (Swainson, 1823) (Prosobranchia, Ampullariidae). Memórias do Instituto Oswaldo Cruz 82 (4): 351-355.
Thiengo, S.C., Hayes, K.A., Mattos, A.C. Fernandez, M. A. & Cowie, R.H., 2011. A família Ampullariidae no Brasil: aspectos morfológicos, biológicos e taxonômicos, 95-111 In Tópicos em Malacologia – Ecos do XIX EBRAM, Fernandez, M.A. et al. (Org.), Ed. Technichal Books, Rio de Janeiro.
Tillier, S., 1980. Gasteropodes terrestres et fluviatiles de Guyane Française. Memoires du Museum National d’ Histoire Naturelle, serie A, Zoologia, 118: 1-189.
Fim do conteúdo da página