Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Pesquisa sobre câncer em plantas é realizada em UC
Início do conteúdo da página

Pesquisa sobre câncer em plantas é realizada em UC

Publicado: Sexta, 06 de Setembro de 2019, 15h17
O estudo está sendo realizado desde outubro de 2018 na Esec da Mata Preta.

Coleta
Equipe em coleta de campo. (Foto: Luana Vieira)

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), através do Núcleo de Gestão Integrada (NGI) de Palmas, acompanha a pesquisa sobre câncer em plantas realizada na Estação Ecológica (Esec) da Mata Preta, localizada no município de Abelardo Luz, estado de Santa Catarina. O estudo está sendo realizado desde outubro de 2018, pela graduanda Luana Vieira, orientada pelo professor Laércio Peixoto do Amaral Neto, do curso de Ciências Biológicas do Instituto Federal do Paraná Campus de Palmas. O câncer em plantas, chamado também de galha, ou cecídia, desenvolve-se quando o inseto coloca ovos dentro da planta, liberando substâncias que induzem a multiplicação do tamanho ou número de células no local de postura dos ovos.

O trabalho ainda não está concluído, mas já foram registrados 46 cânceres diferentes, sendo a maioria, causados por vespas (Hymenoptera). Há também um grande registro de fauna associada, como, por exemplo, os parasitóides que se alimentam dos galhadores até atingirem a forma adulta. Essa é a primeira pesquisa de levantamento de galhas na Esec em Abelardo Luz, e é importante para refletir sobre a possibilidade do registro de novas espécies, bem como, das espécies em extinção, que não receberam classificação, mas já estão desaparecendo sem nem ao menos saber de sua existência.

Considerando a grande riqueza da biodiversidade da Mata Atlântica, que é composta de apenas 29% de sua cobertura original, estudar essas relações entre plantas e insetos, torna-se importante para o registro das espécies e reconhecimento das relações ecológicas. O objetivo da pesquisa é realizar a caracterização das galhas, quanto à cor, formato, e órgão de ocorrência, comparando dois diferentes estágios de sucessão ecológica: sucessão quatro anos - que foi local de cultivo de grãos - e sucessão trinta anos, que possui uma vegetação mais relacionada ao clímax, com presença de árvores de grande porte.





Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) relacionados:
15 Vida terrestre 150

Comunicação ICMBio
(61) 2028 9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página