Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Geral > Alunos realizam diagnóstico fundiário em Rebio
Início do conteúdo da página

Alunos realizam diagnóstico fundiário em Rebio

Publicado: Quinta, 13 de Setembro de 2018, 15h41
Trabalho prevê o mapeamento fundiário do entorno da Rebio Bom Jesus.

allunos
Entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro, foi realizada a etapa de campo da disciplina Práticas em Planejamento e Gestão Ambiental do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Apesar de abordar temas diversos a cada ano, a disciplina tem como objetivos desenvolver trabalhos práticos que subsidiem a gestão e o planejamento das unidades de conservação vinculadas ao Núcleo de Gestão Integrada (NGI) Antonina e proporcionar aos alunos experiências reais em questões profissionais relacionadas à gestão de áreas protegidas.

Em 2018 foram matriculados alunos de cinco cursos diferentes de graduação da UFPR, além de monitores e supervisores ligados aos programas de pós-graduação da universidade. Também participaram das aulas preparatórias e do trabalho de campo os analistas ambientais do ICMBio lotados no Núcleo de Gestão Integrada de Antonina.

O desafio para o ano de 2018 consistiu em um primeiro esforço de cadastramento de moradores que residem no entorno imediato da Reserva Biológica Bom Jesus, no mapeamento de oportunidades e dificuldades potenciais relacionadas a essas ocupações e no aporte de subsídios para as propostas de zoneamento que estão em discussão para a Rebio.

Os alunos se dividiram em dois grupos basicamente: o primeiro debruçou-se sobre mapas e imagens satelitais a fim de identificar edificações vizinhas ou no interior da Rebio, enquanto o segundo desenvolveu o modelo de questionário a ser aplicado em campo, considerando as demandas apresentadas pela equipe gestora da Unidade de Conservação.

Com questionários e mapeamentos preliminares prontos, no período de 31/08 a 04/09/, os grupos realizaram incursões em campo em comunidades rurais dos municípios de Guaraqueçaba e Antonina, percorrendo mais de 1.000 km ao longo do perímetro da UC, aplicando 110 entrevistas, todas cadastradas com foto em banco de dados georreferenciado.

As apresentações e análise dos resultados obtidos devem ser realizadas ainda no mês de novembro. A parceria NGI Antonina e o Departamento de Geografia/UFPR integra o termo de cooperação celebrado entre a universidade e a Coordenação Regional do ICMBio em Florianópolis (SC).

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página